Como dar banho no cachorro em casa: dicas práticas – Minassal Distribuidora

A estação do ano preferida da maioria das pessoas está chegando e, com o verão, também vêm as férias, festas de fim de ano e os dias mais quentes. Mas o calor demanda uma atenção redobrada dos tutores de pets, afinal os peludinhos também sentem calor e precisam se refrescar. Mas você sabe a forma correta de dar banho no cachorro em casa?

Neste conteúdo trouxemos algumas dicas para tornar o momento do banho seguro e muito divertido. Confira!

Dicas essenciais sobre como dar banho no cachorro em casa

Torne o momento do banho divertido

Se o seu peludinho é fã de água e adora tomar banho e fazer bagunça, você é um tutor de sorte. Nem todos os cãezinhos sentem a mesma animação para tomar banho e as vezes mantê-los entretidos durante a tarefa pode ser um grande desafio.

Cada pet possui suas particularidades e personalidade, mas existem algumas técnicas que os tutores podem adotar que para deixar a hora do banho mais divertida e, quem sabe, passem a gostar cada vez mais desse momento. Para isso é necessário conhecer bem o seu amiguinho de quatro patas e entender o que o assusta, do que ele gosta de brincar e o que o deixa mais feliz.

Transformar o banho em um espaço para brincadeiras, além de estreitar os laços entre vocês, farão com que o pet perca o medo da água e se comporte cada vez melhor. Vale a pena levar alguns dos seus brinquedos favoritos, reservar um espaço onde ele se sinta confortável e gratificá-lo a cada etapa, assim ele entenderá que o banho é uma coisa boa.

Deixe todos os utensílios e produtos próximos a você

Já percebeu como os peludinhos parecem ter muito mais do que quatro patas durante o banho? Eles se mexem, tentam secar o pelo e espalham água para todos os cantos, tentam fugir pra bem longe da água e, às vezes, até mesmo tentam brincar com os utensílios do banho.

Então para facilitar o processo, principalmente se você estiver sozinho, tente deixar os utensílios e produtos, como escovas, shampoo, toalha e até mesmo os brinquedos sempre ao seu alcance. Dessa forma você não precisa se movimentar muito ou sair do local para alcançar o que precisa, e evita ter que correr atrás do peludinho fujão.

Fique sempre de olho no seu cãozinho

Os cãezinhos são animais sociáveis e que adoram brincar, toda ocasião é uma oportunidade de diversão. Por esse motivo os tutores devem sempre ficar de olho para evitar acidentes e manter os peludinhos seguros. Na hora do banho não é diferente.

Alguns cuidados básicos devem ser tomados durante o banho para que nem o cãozinho e nem o tutor se machuquem por acidente.

  • Se o local escolhido para o banho do pet for externo, procure sempre um espaço que seja antiderrapante. É muito comum que o cãozinho “escape” durante o banho e, ao correr por um espaço molhado, corre o risco de escorregar e se machucar.
  • Nunca deixe o cãozinho sozinho na banheira, além das chances de escorregar na superfície lisa e se machucar, se a banheira estiver no alto, corre o risco de o peludinho cair.
  • Mantenha produtos como shampoo, sabonetes, perfumes e outros itens longe do alcance do seu pet. Ele pode pegar quando você estiver distraído e, durante a brincadeira, engolir parte da substância.

Tenha sempre em mente que os pets são inocentes e não têm a mesma noção de perigo que nós, humanos.

Utilize produtos confiáveis e de qualidade

A pele dos cãezinhos possui um pH diferente da nossa, por isso não é recomendada a utilização de cosméticos humanos durante o banho. Todos os produtos utilizados devem ser próprios para uso veterinário e conter todos os selos e testes de segurança.

Se você não conhece ainda uma marca que seja confiável, vale a pena pedir a recomendação do médico veterinário do seu pet. Ele será capaz de avaliar as necessidades especiais do seu peludinho (caso ele apresente algum problema clínico, como dermatite, por exemplo) e orientar sobre a melhor opção.

Se perceber que, durante ou após o banho, seu cãozinho apresentou coceira, vermelhidão ou mesmo parece incomodado, suspensa o uso do produto escolhido. Se os sintomas persistirem, leve-o diretamente ao veterinário e informe qual foi o produto utilizado.

Cuidado com a saúde do seu pet!

Dar banho no seu cãozinho pode trazer inúmeros benefícios, além de deixá-lo mais confortável (em especial nos dias mais quentes). Mas cuidado para que o momento do banho feito de forma incorreta traga prejuízos para a saúde do seu peludinho.

  • Os banhos em ambientes externos, como o quintal, o jardim e a garagem só devem acontecer em dias mais quentes; caso contrário, recomenda-se que o banho seja realizado em ambiente interno ou em local especializado, como uma clínica veterinária ou pet shop.
  • Cachorros com menos de 4 meses de vida e que ainda não receberam todas as vacinas devem esperar pelo banho. O primeiro banho só pode acontecer após o término do período de imunização.
  • Recomenda-se a utilização de algodões nas orelhas dos cãezinhos durante o banho, dessa forma evita-se a entrada de água e o desenvolvimento de inflamações.
  • Apesar de hipoalergênicos, os produtos utilizados durante o banho do pet não devem entrar em contato com os olhos e não devem ser consumidos via oral.
  • Todo o sabão deve ser removido antes de secar o animalzinho, isso evitará o desenvolvimento de alergias e o surgimento de dermatite.
  • Nunca comece o banho enxaguando o pet diretamente na cabeça. O recomendado é que a higienização comece pelas patinhas, logo após as costas e barriguinha e, por último, a cabeça e o rostinho.

Observação

A frequência do banho pode variar de acordo com a idade, tipo de pelo e o ambiente onde os pets vivem. Animais menores do que 4 meses não devem receber o primeiro banho antes de terminar todo o protocolo de vacinação.

Já os cãezinhos mais idosos e que possuem a saúde mais frágil, devem ter a frequência de banhos reduzidas.

Os banhos em excesso podem remover as camadas naturais protetoras que se encontram sobre a pele dos pets, o que os deixa vulneráveis à doenças e infecções. Em caso de dúvidas, consulte um médico veterinário.

Leia também: Como escolher a ração certa para seu pet

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.