Com que frequência os cachorros trocam os dentes? – Minassal Distribuidora

Muitos tutores de primeira viagem, ao adotar um filhote, se assustam com o surgimento de pequenos dentes pela casa. A primeira reação naturalmente é imaginar que os peludinhos se machucaram de alguma forma, mas na verdade essa é uma etapa natural do crescimento do seu pet. Se perceber que os dentes do cachorro estão caindo, não precisa se desesperar! Vamos te explicar tudo sobre a troca de dentes dos cachorros. Confira!

É verdade que cachorros trocam os dentes?

Sim! Assim como acontece com os humanos quando ainda são crianças, os filhotes também passam por um período de troca de dentes, quando os dentes de leite (ou decíduos) são substituídos pelos dentes permanentes. Além de muito natural, esse processo é necessário para que seu peludinho cresça cada vez mais saudável.

Isso acontece porque, quando filhotes, os pets são muito pequenos e não há espaço suficiente na boca para abrigar todos os dentinhos, então os primeiros dentes a nascer são pequenos e em menor quantidade (cerca de 28 dentes de leite). Conforme o pet cresce e há mais espaço, os dentes permanentes começam a nascer e substituem de forma completa os pequenos dentes de leite.

A quantidade de dentes permanentes também é bem maior, totalizando 42 dentes na boca do cãozinho.

Quando acontece a troca de dentes do pet?

O processo de dentição do pet acontece por etapas, desde o nascimento até completar o nascimento de todos os dentes permanentes, mas é esperado que o processo aconteça entre o 4º e 6º mês de vida.

No período compreendido entre  2 a 8 primeiras semanas do pet, os dentes de leite nascem e, por volta da 12º semana de vida, começam a ser substituídos pelos dentes permanentes.

Este período é muito incômodo para os peludinhos e demandam uma atenção mais especial do tutor. Principalmente porque o processo de troca dos dentes pode causar muito desconforto, o que faz com que os pets procurem objetos para serem mastigados, como sapatos, móveis e outros itens inadequados, mas também para que o tutor assegure que todos os dentes de leite foram removidos de forma natural.

Caso os dentes permanentes já tenham nascido, mas os dentes de leite permaneçam no mesmo lugar, será necessário agendar uma visita ao veterinário para verificar a necessidade de intervenção cirúrgica.

Ao finalizar o período de 6 meses o peludinho já deve ter concluído ou estar quase concluindo o processo de troca dos dentes. Caso o tutor note qualquer anormalidade, é recomendado levar o pet até um veterinário de confiança.

Quais os cuidados básicos durante a troca de dentes do cachorro?

O tutor pode perceber, logo no início do período de troca de dentes, que o peludinho reduziu o consumo de alimentos e parece mais desanimado. Isso acontece porque a substituição dos dentes pode ser bastante dolorosa para alguns cãezinhos, o que faz com que sintam dificuldade para comer e evitem brincadeiras.

Recomendamos que, neste período, o tutor reduza a frequência da escovação dos dentes (para não machucar ainda mais a gengiva do animalzinho) e disponibilize brinquedos que possam ser mordidos com frequência (como bolinhas e outros brinquedos de borracha).

Se o tutor notar que o pet não está se alimentando corretamente, pode oferecer rações úmidas ou outros alimentos moles e fáceis de mastigar.

Vale a pena também esconder sapatos e chinelos nessa fase, além de ficar de olho para garantir que o filhote não estragará os móveis da casa.

Não achei os dentes de leite do meu pet. E agora?

Muitos tutores alegam que passaram pela troca de dentes de seus pets sem nem perceber a presença dos dentes de leite. Se isso acontecer com você, não precisa se preocupar, isso é muito comum.

Por serem muito pequenos, os dentes de leite passam despercebidos pelo chão (principalmente em quintais com terra ou gramados) ou, em muitos dos casos, são engolidos pelos próprios filhotes. Devido ao seu tamanho, os dentes de leite são “digeridos” com os alimentos e eliminados do corpo com as fezes.

Tem ainda alguma dúvida sobre a troca de dentes do seu pet? Deixe sua dúvida nos comentários e nossa equipe fará a orientação necessária.

Leia também: Gato pode comer ração de cachorro? Descubra!

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.