Como posicionar os produtos do seu pet shop corretamente e aumentar suas vendas – Minassal Distribuidora

posicionar produtos do pet shop

Você sabia que existe uma especialização na área do marketing que foca em melhorar a performance de vendas da loja, através da organização do ponto de venda? Pode parecer algo bem simples, mas na verdade demanda mais trabalho do que se imagina.

É necessário muita pesquisa de campo, conhecimento sobre o mercado e os produtos trabalhados, marketing estratégico e, é claro, compreensão pela sobre o comportamento do consumidor. Mas muito além da bagagem adquirida através do estudo, o profissional responsável pelas estratégias de organização da loja também deve estar bem alinhado com a equipe de vendas.

Se você está pensando em aumentar as vendas do seu pet shop e tem fôlego financeiro para investir em uma consultoria de marketing, essa é a nossa recomendação. Mas caso o orçamento seja mais limitado, não se preocupe! Neste conteúdo trouxemos algumas dicas práticas que vão te ajudar!

Dicas para posicionar os produtos no seu pet shop

A primeira etapa, antes de organizar os seus produtos, é estudar um pouco mais sobre o seu próprio negócio. Qual é o seu público-alvo? Qual o perfil do seu cliente? Quais são os hábitos de compra dos seus clientes? Quais produtos têm mais saída? Quais produtos são mais lucrativos? Quais marcas são as preferidas dos seus clientes? Você oferta em sua loja algo que a concorrência não tem?

Com esses dados em mãos, é muito mais fácil tomar decisões assertivas e acertar no posicionamento dos produtos. Mas qual é a próxima etapa? Confira abaixo nossas dicas!

1. Organize sua loja por setores

Você já passou pela experiência de entrar em uma loja onde o posicionamento dos produtos parecia não fazer sentido? Bacias ao lado de vasos de plantas, na mesma seção das toalhas de banho? Além de comprometer a sua experiência de compra, provavelmente fez com que você sentisse certa dificuldade em encontrar o produto que buscava.

Por isso é muito importante que a organização do pet shop seja feita em setores, de acordo com os tipos de produtos. Por exemplo, uma seção exclusiva para ração, uma seção para banho e tosa, uma seção para brinquedos, uma seção para produtos de limpeza e uma semana para medicamentos.

Assim o seu cliente saberá exatamente onde ir, poupará tempo procurando o produto e ainda terá a oportunidade de comprar produtos complementares, aumentando assim o ticket médio.

2. Posicione os produtos mais lucrativos na altura dos olhos

Já reparou que as prateleiras dos supermercados geralmente são divididas em 3 partes? A parte de cima, a parte do meio e a parte de baixo. E já percebeu como as marcas geralmente mais lucrativas ficam bem na parte do meio, mais ou menos na altura dos olhos?

E aí vai a informação mais interessante: muitas marcas pagam para que as lojas posicionem seus produtos desta forma.

Isso porque o simples posicionamento dos produtos no campo de visão direto do cliente faz com que ele dê uma atenção maior à oferta. Vamos pensar assim:

  • é o primeiro produto visto;
  • para onde quer que o cliente olhe, em algum momento ele se volta para o produto, mesmo que seja para avaliar a prateleira de cima e depois a de baixo. Ou seja, é visto mais vezes;
  • é mais prático, uma vez que o cliente não precisa se abaixar ou se esticar para pegar o produto.

A praticidade, um dos maiores incentivadores da compra, é o que fará com que as vendas desses produtos aumentem. Além disso, a marca ficará mais facilmente gravada na memória do cliente.

3. Posicione os produtos com mais saída no fundo do pet shop

Mas esta estratégia não compromete a estratégia anterior de praticidade? Não necessariamente. Imaginemos que as rações sejam os produtos mais procurados em um pet shop, porém não é um produto de compra por impulso, uma vez que o tutor geralmente já tem consciência da necessidade de comprar ração.

O cliente não se importará em caminhar até a seção de ração, uma vez que precisa do produto e sabe onde encontrá-lo. A estratégia está em disponibilizar, no meio do caminho, outros produtos que possam chamar a atenção do consumidor e que sejam suscetíveis a compras por impulso. Por exemplo, brinquedos, roupinhas, petiscos etc.

Além de aumentar a venda de produtos no seu pet shop, essa estratégia também pode aumentar bastante o ticket médio. Uma vez que é muito comum que o tutor leve “um agradinho” ao seu pet, seja porque estava barato ou mesmo porque “o pet merece”.

4. Deixe os produtos em destaque nos locais mais iluminados da loja

Isso porque quanto mais destaque queremos dar a alguém ou algo, mais iluminado deixamos o espaço. A luz chama a atenção, permite observar os detalhes e ver com mais clareza, mesmo que não percebamos em um primeiro momento.

Por isso é essencial que os produtos mais lucrativos, ou mesmo aqueles que são mais procurados, recebam mais destaque em relação aos demais. Vale aproveitar a luz natural das janelas, da porta ou mesmo uma luz artificial.

5. Posicione os produtos ao redor do caixa

Já notou como produtos de compra por impulso, como doces, pilhas, lâminas de barbear etc. sempre ficam próximos ao caixa do mercado. Isso porque a pessoa precisa esperar um tempo na fila até ser atendida, em contato direto com o produto e, na maioria das vezes, acaba levando um ou outro item que lhe agrada ou mesmo que se lembrou que precisava.

O mesmo acontece nos caixas e balcões de atendimento dos pet shops. Mas atenção! Os produtos posicionados nesses locais devem ser produtos de custo baixo, não precisam de muita ponderação em relação à decisão de compra, pequenos e que sejam fáceis de carregar.

Os produtos devem despertar no consumidor desejo e necessidade, além da sensação de “vou aproveitar para levar”. Exemplos de itens que podem ser vendidos no caixa e no balcão de atendimento são: bolinhas e outros brinquedos pequenos, petiscos, enfeites, produtos de higiene pet, itens como chaveiros etc.

Dica extra:

Se você receber em sua loja a visita de um de nossos promotores de vendas, aproveite para tirar todas as dúvidas e pedir orientações sobre a melhor forma de posicionar seus produtos.

Esses profissionais são capacitados para trabalhar em pontos de vendas e têm todo o conhecimento necessário sobre como aumentar ainda mais a rentabilidade de nossas marcas e produtos.

Parece bem simples, não é mesmo? Então o que você está esperando para organizar seu pet shop e aumentar suas vendas?

Leia também: Como fazer a gestão adequada de estoque do seu pet shop