Dicas de cuidados com os animais no inverno – Minassal Distribuidora

cuidados com os animais no inverno

O inverno está quase chegando! E com essa estação também vêm os cuidados redobrados com a saúde e bem-estar dos pets. Isso porque sabemos que os dias mais frios, assim como aqueles mais severos no verão, podem causar um grande desconforto aos peludinhos. Principalmente aqueles mais sensíveis às baixas temperaturas.

Por este motivo, e para te ajudar a manter seu pet seguro e confortável durante os três meses mais gelados do ano, preparamos este conteúdo. Confira abaixo dicas de como cuidar dos animais no inverno e aproveitar bastante a estação mais charmosa do ano.

Cuidados com os animais no inverno: tudo que você precisa saber para proteger os peludinhos

Nem todo mundo gosta do inverno, isso é verdade. Mas ninguém pode negar que o inverno tem seus benefícios, como poder usar roupas mais estilosas, dormir bem quentinho sob um cobertor macio, assistir filmes com pipoca e chocolate quente… Mas e os pets? Como ficam nessa estação do ano?

Apesar de muita gente dizer que os animais “têm mais facilidade em superar os dias mais gelados”, isso nem sempre é verdade. Isso pode variar muito de acordo com a espécie, raça, tamanho, quadro clínico e até mesmo características individuais.

É claro que os pets mais peludos se adaptam bem melhor às baixas temperaturas, mas isso não significa que eles não sentem frio ou precisam de cuidados especiais nessa época do ano. Quer saber como cuidar do seu pet no inverno? Confira abaixo!

Nada de tosas durante os dias mais frios

Nós sabemos que o banho e tosa são essenciais para manter nossos pets mais confortáveis e também para garantir a higiene dos peludinhos. Pelos muito compridos podem causar incômodo, além de acumular sujeira e ser o ambiente preferido de parasitas que podem causar doenças.

Mas apesar disso tudo, os pelos são uma espécie de defesa natural do corpo que protege não só a pele de ameaças externas, mas também os mantém mais aquecidos e seguros. Por isso, nos dias mais frios o banho é permitido, mas a tosa deve ser muito bem avaliada. Será que é mesmo necessário levar seu pet ao cãobeleireiro nesse período?

Direto do banho para o secador

Sabemos que o banho é muito necessário e nem sempre tem como fugir. Podemos até espaçar algumas semanas entre um banho e outro, mas três meses não dá, né? Isso porque os dias frios as vezes podem começar bem antes e se estender até bem depois do período de inverno.

Por isso é importante garantir que, sempre após o banho, seu pet esteja sequinho e bem quentinho antes de brincar do lado de fora da casa. Ah, e não se esqueça que o banho deve ser sempre em água bem quentinha e agradável ao peludinho.

Os pet shops são especializados em garantir que o banho seja seguro para o seu pet. Por isso, se tiver qualquer dificuldade em garantir um banho quente ou mesmo a secagem correta em casa, recomendamos marcar uma visita ao pet shop de sua confiança.

Capriche na escolha das roupinhas

E quem disse que o inverno é uma estação estilosa só para os humanos? Os pets também arrasam com os modelitos da estação. Uma das partes preferidas dos tutores de pets é escolher as roupinhas para os dias mais frios.

Algumas lojas e marcas especializadas na produção de roupinhas pets lançam, a cada ano, novas coleções muito charmosas e que garantem que seu peludinho estará quentinho e muito confortável durante todo o inverno.

Mas apesar de muito fofas e charmosas, a função real das roupinhas para pets é garantir que os peludinhos tenham uma proteção extra contra o frio e não sintam tanto os efeitos das baixas temperaturas. Por isso, antes de estampas, o foco do tutor ao escolher uma roupinha deve ser a qualidade, segurança e conforto.

Recomendamos roupinhas que sejam hipoalergênicas, macias, que não apertem o pescoço, patinhas e abdômen do peludinho e, principalmente, que não sejam arriscadas caso eles as tirem e as faça de brinquedo.

Isso porque nós sabemos que mesmo que seja para seu bem, nem todos os pets gostam de vestir as roupinhas. A probabilidade de que eles as arranquem e as arrastem pela casa é muito alta.

Segurança em primeiro lugar. Em segundo lugar, pode caprichar no estilo!

Proteja seu pet da exposição ao frio

Alguns tutores não têm o costume de manter os pets dentro de casa, muitas vezes por causa do tamanho ou por serem mais “desastrados”. Por isso, suas casinhas e caminhas são instaladas do lado de fora, geralmente no quintal.

Durante o verão os pets adoram dormir ao ar livre e brincar o dia todo, mas no inverno isso pode ser até mesmo muito perigoso. É muito comum que, durante a madrugada, a temperatura caia bastante, tornando o ambiente muito frio. Os pets podem sofrer bastante com isso, além dos riscos de desenvolverem resfriados e até mesmo pneumonia.

Os tutores que não puderem manter os pets dentro de casa por qualquer motivo, devem se assegurar de que os peludinhos estão bem agasalhados, quentinhos e protegidos do frio. Vale forrar a caminha com cobertores, mantê-los em um ambiente fechado do quintal, bloquear a passagem de vento para dentro das casinhas e, é claro, fazer bom uso das roupinhas para pets.

Já para os felizardos que conquistaram o direito de ficar dentro de casa (mesmo que através dos olhinhos pidões), alguns cuidados são necessários. Evite que o pet deite diretamente em contato com o chão gelado, forre sua caminha com cobertores ou mantenha-os sobre tapetes mais grossos e não dispense o uso da roupinha. Ah, é claro, pode deixar que eles dividam os cobertores e a cama com você.

A vacina está em dia?

Vamos falar de um assunto muito importante agora e que, infelizmente, alguns tutores acabam evitando? A vacina contra o vírus da gripe. Algumas pessoas ainda não sabem, mas os pets também ficam doentes, assim como nós, e podem ser contaminados com o vírus da gripe.

A maioria dos pets se recupera super bem, mas como toda doença, a gripe também pode causar sérias complicações. Por isso, nada de pular a vacina da gripe!

Principalmente em casas que têm mais de um peludinho, a gripe pode se espalhar muito rápido e causar mal-estar nos seus amiguinhos de quatro patas.

A vacina da gripe pode ser aplicada por qualquer médico veterinário e é facilmente encontrada nas clínicas com a presença do profissional.

Alguns pet shops, creches e hotéis para pets exigem que a vacinação esteja em dia, como forma de garantir a segurança de todos os peludinhos.

Gostou de nossas dicas sobre cuidados com os animais no inverno? Então leia também: Estímulos para uma boa saúde mental do pet